01/08/2008 12:06
Mamulengos
Teatro a céu aberto

por Alisson Alves, da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge

O início de noite em São Jorge foi regado a muita ternura e diversão. Com um público diversificado, a quadra poliesportiva da vila ficou lotada para assistir ao espetáculo História de Teatro e Circo interpretado pelo Carroça de Mamulengos, companhia teatral de Brasília, há cinco anos radicada em Juazeiro do Norte (CE). Composto por dez integrantes da mesma família, desde 1976 o Carroça se apresenta pelo país num show que mistura elementos de circo, música, dança e teatro.

O espetáculo tem um tom educativo e prega valores como a importância da preservação à natureza, o respeito à figura materna e o amor fraterno, tudo com muita sutileza e doçura. Os personagens vão da Burrinha Fumacinha e o Bode Pinote, que brincam com o público durante a encenação, até a história verídica de Dona Felinda- Nem feia nem linda, senhora nordestina que depois ter sido abandonada pelo circo em que trabalhava, virou artista de rua e ensaiava um número diariamente na esperança de reencontrar a trupe que lhe abandonara.

A crítica a indústria de Fast Food (comida rápida) foi um dos momentos mais aplaudidos na apresentação do grupo. A letra da música incentiva o plantio de frutas e verduras para obter  uma vida mais saudável e ecologicamente sustentável. O espetáculo leva ainda uma canção cujo a letra é composta por nomes de frutas de todas as regiões brasileiras, numa exaltação à saúde e ao regionalismo cultural.

Maria Gomide, musicista que comanda o show, fala da essência do espetáculo e da proposta educativa que buscam transmitir. "Nunca nos preocupamos em classificar o História de Teatro e Circo em infantil ou adulto. Ele é fruto de um amadurecimento de 32 anos de carreira, por isso agrada a todas as idades através da sensibilidade. Nossa intenção é a de celebrar a cultura popular, porque um povo sem cultura é um corpo sem alma", arremata. Oscar Fernandes, 84 anos, trouxe a filha e a neta de Brasília para assistirem mas admite que quem mais se divertiu foi ele. "O espetáculo me fez sentir criança outra vez". A assim, o VIII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros mostra que alegria não tem idade.

enviar por e-mail | imprimir
topo da página | mais notícias

26/05/2009 - IX Encontro de Culturas
Vem aí o IX Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros

02/08/2008 - Encontro
Zambiapunga e Turma que Faz celebram o fim do VIII Encontro de Culturas Tradicionais

02/08/2008 - Arcoverde na Chapada
"É só tocar um pouco de Fogo que a explosão ocorre”

01/08/2008 - Entrevista
“Incelente Maravilha”

01/08/2008 - Show
Música caipira faz as honras da casa


Conheça o espaço que o Encontro de Culturas preparou dedicado às artes e ofícios da cultura popular.


Programe agora sua viagem para São Jorge. Encontre as pousadas, campings e restaurantes da Vila.


Crônica
VÍDEO:Turma Que Faz ensaia a todo vapor para gravação do disco

 

Início | O Encontro | Programação | Imprensa | Palavra do patrocinador | Notícias | Ficha Técnica | Patrocinadores | Contato

2008. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.
Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.

Desenvolvido por Carlos Filho - websites Goiânia - www.carlosfilho.com