Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 


27/07/2009 19:43
Guará e sua arte

por Sinvaline Pinheiro

27/07/09  0 comentários  lida 2952 vezes enviar por email

Com o avanço tecnológico fica difícil imaginar como era o serviço gráfico, como a confecção de um jornal, nos anos 60. No Encontro de Culturas, o tipógrafo Jairo Ferreira Pinto Sobrinho, o Guará, mostra o trabalho na Feira de Oportunidades Sustentáveis.


Guará: arte da xilogravura é raridade. Foto: Sinvaline Pinheiro

As pesquisas informam que a técnica da xilogravura é antiga e sua origem é desconhecida.  A primeira documentação vem do livro "Diamond Sutra", impresso na China no ano de 868 e que  só no século XIV chegou ao Ocidente. Segundo o dicionário Aurélio, xilogravura é uma técnica que consiste em realizar impressão a partir de pedaços de madeira com desenhos em relevo.

Guará define xilogravura como uma forma que o homem conseguiu usar e ainda usa para mostrar de maneira impressa sua cultura.

Oriundo de uma família de linotipistas, desde os 11 anos de idade ele aprendeu essa arte nas gráficas da imprensa universitária da Universidade Federal de Goiás nos anos 60. Também  trabalhou no Jornal Cinco de Março em Goiânia, atual Diário da Manhã.

Entre os anos 40 e 60, a demanda por profissionais da área levou um grande número de crianças a aprender a xilogravura. Assim conta Guará:

- Os jornais eram semanários ou quinzenários, passávamos a noite montando as letras uma a uma através de tipos móveis com a letra ao contrário, ou seja, do lado negativo e depois de impresso se tornava positivo.

E continua:

- Hoje com o processo digital as pessoas não imaginam como foi complexo a confecção de letras e tipos móveis. Um processo desenvolvido pelo alemão Gutemberg e ainda usado em muitos trabalhos.

A máquina usada por Guará, o Prelo,  serve para tirar provas e foi adquirida num leilão público. Esta máquina pertenceu  a Gráfica do Exercito Brasileiro e tem aproximadamente 80 anos de uso, de fabricação brasileira pela FUNTIMOD.

Curiosa é a explicação do artista sobre a impressão de fotografias nos jornais antigos:

- O fotolito ia para a clicheria e passava por um processo de corrosão para depois ser revelado no zinco e assim se formavam os clichês com fotos ou gravuras que iam para o prelo e, após a prova, eram impressas.

Com o avanço tecnológico, o xilogravurista perdeu seu campo de trabalho, porém Guará continua ministrando oficinas e mostrando a importância do conhecimento dessa técnica para a geração atual.

A habilidade adquirida levou o artista a trabalhar com a madeira e atualmente é um escultor que tem seu trabalho reconhecido em todo o Brasil. Guará participa de Festivais, Exposições e está no livro "Em nome do autor", da escritora Beth Lima, de São Paulo.

Na Feira  do Encontro de Culturas o estande da xilogravura está sempre lotado e a demanda é enorme pelas centenas de gravuras confeccionadas pelo artista, mostrando a curiosidade das pessoas pela história da impressão.

 

Envie seu comentário
*Seu nome:
*E-mail (não será publicado):
Site (inclua o http://)
*Comentário:
*Preencha a resposta:
* campos obrigatórios

Comentários nesta matéria:

Seja o primeiro a comentar! Use o formulário ao lado e participe!

 


01/08/2009 | Lia de Itamaracá
  "Tiro minha energia do amor"
 
31/07/2009 | Opereta
  Doroty Marques e o mundo mágico do Turma que Faz
 
30/07/2009 | Percussão
  Mamour Ba, diálogo com os tambores
 
29/07/2009 | Capoeira Angola
  Mestre Cobra Mansa e o Permangola
 
27/07/2009 | Xilogravura
  Guará e sua arte
 
27/07/2009 | Cultura Digital
  Produtora Cultural Colaborativa
 
27/07/2009 | Comunidade Kalunga
  Zenira, a raizeira kalunga
 
26/07/2009 | Kalungas
  A tradição secular de descendentes dos escravos
 
25/07/2009 | Folia do Divino de Formosa
  Folia da Roça
 
24/07/2009 | Roda de Prosa
  As mulheres no Encontro de Culturas
 
23/07/2009 | Aldeia Multiétnica
  Aldeia dos povos
 
19/07/2009 | Aldeia
  Aldeia Multiétnica abre em grande estilo
 
18/07/2009 | Arte
  Moacir, o artista da Chapada
 
18/07/2009 | Feira
  Feira de Oportunidades Sustentáveis
 
18/07/2009 | Lançamento literário
  Entre os cimos nublados, uma solidão selvagem
 
16/07/2009 | Atrações
  Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros
 



4894 visualizações - 23/07/2009
Interação aumenta a cada dia na III Aldeia Multiétnica

3131 visualizações - 03/07/2009
Fórum de Culturas Tradicionais do Estado de Goiás

   
Início | O Encontro | Programação | Imprensa | Notícias | Ficha Técnica | Contato
2004 - 2009. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e Asjor.
Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.
Desenvolvido por Carlos Filho - Goiânia