Kaxinawá (AC)

Os Kaxinawá, também chamados de Huni Kuin, estão localizados no Acre. Segundo dados da Comissão Pró Índio do Estado (CPI/AC), em 2004 contabilizavam-se 4.500 indivíduos da etnia. Eles pertencem à família linguística Pano, que habita a floresta tropical no leste peruano, do pé dos Andes até a fronteira com o Brasil, no estado do Acre e sul do Amazonas. Cada um dos grupos Pano se autodenomina huni kuin, que significa homens verdadeiros, ou gente com costumes conhecidos.

A etnia Kaxinawá habita a fronteira entre o Brasil e o Peru, na Amazônia ocidental. Em terras brasileiras, as aldeias se espalham pelos rios Tarauacá, Jordão, Breu, Muru, Envira, Humaitá e Puros, todos no estado do Acre. Os grupos Pano apresentam uma tendência de junção das aldeias, o que revela a base democrática na qual a comunidade é constituída. O pai de família pode decidir mudar-se para outro lugar a fim de construir uma nova comunidade. Não existe coerção; cada indivíduo, mulher ou homem, escolhe onde ou com quem mora.

A maioria dos mitos da etnia Kaxinawá está ligada à origem de um bem cultural, como por exemplo, o roubo do fogo, a tecelagem, o desenho, a cerâmica, o plantio, entre outros. As histórias contam como certo bem, ou a arte de produzi-lo foi dado aos humanos por um animal. Este animal é o "huni kuin encantado". Em relação à organização social, os Kaxinawá são adeptos da divisão entre os sexos. Ela marca o cotidiano da aldeia mais do que qualquer outra divisão em metades, seções ou idades.

Nos trabalhos femininos incluem-se a culinária, o plantio e o cuidado com os animais que os homens trazem da caça e da pesca. A cozinha Kaxinawá é laboriosa e exige várias horas de trabalho por dia. As mulheres também são responsáveis por lavar as roupas, pegar água no poço, a colheita dos vegetais, o trabalho com o algodão e a fabricação de cestos, abanos e esteiras. Entre as atividades masculinas estão a caça, a pesca e o preparo da terra para o plantio.

Saiba mais:

http://pib.socioambiental.org/pt/povo/kaxinawa
http://www.programadeindio.org/programa/kaxinawa-3
http://www.youtube.com/watch?v=JxaP8WFyBqo

Ainda não temos fotos cadastradas. Volte em breve!

Bimi - Mestra de Kenes / Kene Master (Hunikui)
Parte da série "Curtas Vídeo nas Aldeias: Olhares Indígenas"


Ih... nenhum áudio cadastrado ainda.

 






Desenvolvido por CarlosFilho.com2004 - 2010. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e Asjor.

Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.