NOTÍCIAS

04/08/2011 | Balanço

Encontro de belezas e saberes

O XI Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros reuniu cerca de 400 artistas em uma festa que promete deixar saudades

por Alessandra Alves


Terno de Moçambique de Fagundes: fé e devoção pelas ruas de São Jorge Foto: Fredox Carvalho

Durante 15 dias, o XI Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros modificou a rotina da Vila de São Jorge. Milhares de pessoas passaram pelo vilarejo, não apenas interessados nas belezas naturais do lugar, mas na simplicidade e receptividade encontrada na região e, reforçada pelo evento.

Entre os dias 15 e 25 de julho, a V Aldeia Multiétnica foi o centro das atenções. Com um novo formato e novas perspectivas, a aldeia (re)surgiu em um luga diferente e com uma nova estrutura, que começou a ser montada esse ano, com a construção de uma oca xinguana e uma tradicional casa Kalunga, além de banheiros secos construídos também pelos Kalunga, sob a supervisão do construtor Sérgio Sandesh, de Alto Paraíso.

Recebidos pelo povo Yawalapiti, os anfitriões da festa este ano e responsáveis pela estrutura da oca xinguana, representantes dos povos indígenas Krahô, Kayapó, Parecí, Kariri-Xocó e Fulni-ô compartilharam suas experiências, vivências, cantos, danças e modos de fazer entre "os parentes" que há cinco anos se encontram na Chapada dos Veadeiros para apresentar e discutir suas realidades. Quem passou pelo local, certamente têm histórias para contar e lembranças inesquecíveis.

Na Vila, uma estrutura especial foi montada em frente a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, local de origem do primeiro evento. Além do palco, painéis com pinturas que remetem ao Cerrado foram criadas pelos artistas goianos Mateus Dutra e Fabíola Morais. Outra atração à parte foram as projeções da artista croata Bozena, que fizeram toda a diferença na ambientação do espaço.

Cerca de 400 artistas populares dos estados de Goiás, Tocantins, Distrito Federal, Maranhão, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais, da Argentina e da África, passaram pelas estruturas montadas para o evento. Apresentações musicais, danças tradicionais, espetáculos circenses, rituais de fé, oficinas, vivências e bate-papos. Muita coisa aconteceu durante o XI Encontro!

Pessoas do mundo inteiro puderam acompanhar e conhecer um pouco mais da cultura popular do Brasil. Até agora, foram mais de 85 mil acessos no site do evento. E aqui contamos tudo! Mais de 70 notícias foram produzidas este ano, com fotos e galerias que ilustram os melhores momentos da festa.

Foram cerca de seis mil cliques. Estivemos em grandes sites internacionais de notícias, como o Times Live, o Allvoices, o Ibtimes, o Telegraph, o Yahoo! News e a Folha.com, comprovando que a cultura tradicional brasileira pode sim ser uma grande vitrine para o nosso país e o Estado de Goiás.

No sábado, 30, o encerramento do XI Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros foi mais um momento mágico. A reunião de vários grupos de matrizes africanas propiciou momentos de devoção com a pureza e sinceridade da gente simples do interior do Brasil. O encontro foi realizado nas ruas de São Jorge e, em cortejo, quatro grupos de congo se dirigiram à igreja, cantando, dançando e rezando no local, abençoando a todos, louvando aos santos de devoção e agradecendo as graças.

No palco, apresentaram-se os congos de Niquelândia e de Monte Alegre, que pela primeira vez participava do evento. O Terno de Moçambique de Fagundes, mais uma vez emocionou à todos, que ao final, insistiam em se aproximar do Capitão Júlio Antônio em busca de uma benção especial . E a alegria do Catupé Santa Efigênia, de Catalão, que com suas cores encerrou esse momento dedicado à devoção e a fé.

A noite continuou com a apresentação do grupo Towara Benin, da África Ocidental, uma das atrações mais esperadas dessa edição do Encontro de Culturas. E o grupo não decepcionou, por mais de uma hora eles dançaram, cantaram e encantaram ao público com as tradições dos povos Yoruba Nago.

Encerrando a festa e finalizando mais uma edição do Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros o Coco Raízes de Arcoverde levantou poeira com seu sapateado característico, seus tamancos de madeira e a animação que contagiou à todos.

O Encontro de Culturas é pensado para dar a oportunidade a público e artistas de presenciarem a reunião das culturas tradicionais, dos festejos, de seus ritos, personagens e significados. Um encontro entre mestres, povos, línguas e crenças. Nestes 15 dias, a pequena Vila de São Jorge se tornou o palco do Brasil. E já se prepara para, daqui a um ano, encantar seu povo novamente. Te esperamos novamente em 2012!


Passarinhos do Cerrado, 2010. Foto: Fredox

#ENCONTRODECULTURAS



Desenvolvido por CarlosFilho.com2004 - 2011. Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e Asjor.

Fotos e matérias podem ser distribuídas desde que citados os créditos da Agência de Notícias Cavaleiro de Jorge e do fotógrafo.