Encontro de Capoeira Angola

O Encontro de Capoeira Angola foi introduzido no Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros com o intuito de fortalecer os laços culturais de origem afro-brasileira na região. A ideia é promover a reunião de gerações de Capoeira Angola, unindo velhos Mestres, de reconhecimento mundial, a novos Mestres e praticantes que lutam pela manifestação.

A Capoeira Angola vem crescendo como fator de fortalecimento da cidadania dos povos afrodescendentes do mundo inteiro, tornando evidente a sua importância como ferramenta para o desenvolvimento da autoestima individual e coletiva. Assim, a Capoeira vem contribuindo para a humanização dos espaços sociais urbanos.

O VI Encontro de Capoeira Angola, realizado de 19 a 21 de julho, na Vila de São Jorge, durante o XIII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, tem como objetivo conscientizar a população, especialmente crianças e jovens, acerca das práticas e representações que configuram o racismo e o preconceito. O evento também busca fomentar uma aproximação das pessoas à riqueza cultural afro-brasileira, mostrando a História e tradição do povo negro e, consequentemente, aprofundar a reflexão a respeito das fortes raízes culturais africanas presentes na região da Chapada.

As oficinas e palestras visam preservar e fortalecer o mundo filosófico-cultural da Capoeira Angola, bem como discutir os direitos e a participação negra e de baixa renda nos processos políticos, culturais e econômicos da sociedade. As rodas, por sua vez, certificam a Capoeira como atividade lúdico/educativa de fortalecimento da cidadania.

Mestre Valmir (BA)

Mestre de Capoeira Angola, Valmir Santos Damasceno nasceu em 27 de agosto de 1965, na cidade de Salvador (BA). Seu início na capoeiragem foi em 1982, no Grupo de Capoeira Angola Pelourinho (GCAP), com os mestres Moraes e Cobra Mansa. Já desenvolveu trabalhos com a capoeira angola em projetos sociais de instituições como Associação Livre de Moradores da Mangueira (ALMM), Fundação do Menor Trabalhador (FAMEB) e Projeto Axé. Em 1992, recebe o título de Contramestre. Em 1994, se desliga do GCAP e dá início ao seu próprio grupo. Junta-se mais tarde ao Mestre Cobra Mansa e passa a fazer parte da Fundação Internacional de Capoeira Angola (FICA). Em agosto de 2003, recebe o título de Mestre, durante o IX Encontro Internacional de Capoeira Angola, realizado pela FICA em Belo Horizonte (MG).

Programação

19 de julho

15h – Credenciamento
16h – Apresentações do Mestre Valmir e dos Convidados
16h30 – Oficina
18h – Roda


20 de julho

10h – Oficina
12h30 – Almoço
16h – Oficina
17h – Roda de Prosa com Mestre Cobra Mansa
18h – Roda

21 de julho (domingo)

10h – Oficina
12h30 – Almoço
15h30 – Oficina
17h – Roda
19h – Jantar

 

A Vila de São Jorge