Encontro de Culturas

Há 13 anos o mês de julho não é mais o mesmo na pequena Vila de São Jorge, localizada a 36 km de Alto Paraíso, em Goiás. A temporada de férias também abre espaço para o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, uma celebração à música, dança, crenças e costumes dos povos tradicionais do Brasil e de outras partes do mundo, realizada no coração do Planalto Central. Este ano, a 13ª edição do Encontro ocorre nos dias 19 a 27 de julho e deve atrair cerca de 30 mil visitantes.

Além das apresentações artísticas que incluem música, dança, teatro e contação de histórias, o XIII Encontro de Culturas conta com uma extensa e variada programação que inclui oficinas, rodas de prosa, o II Encontro de Lideranças Quilombolas de Goiás e a sexta edição do Encontro de Capoeira Angola da Chapada dos Veadeiros. O audiovisual também tem seu espaço. A Mostra CentroÉcine traz uma série de filmes com foco na produção audiovisual do Centro-Oeste, além de uma mostra dedicada à cultura cinematográfica de Pernambuco.

O XIII Encontro de Culturas sedia ainda, entre os dias 20 e 29, duas conferências direcionadas aos povos  quilombolas e indígenas, promovidas pelo Ministério da Cultura por meio de sua Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, além de oficinas sobre a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho - O.I.T, promovida pela Secretaria Geral da Presidência da República - SGR/PR. Os encontros, realizados em parceria com a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, fazem parte da agenda de políticas públicas para o fomento das Culturas dos Povos e Comunidades Tradicionais.

Outro destaque desta edição é o Encontro Regional DF e GO realizado pela Rede Cerrado, que inclui todos os Estados de incidência do bioma. A Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge abre suas portas para discussões em prol da preservação do Cerrado que é o 2° maior bioma brasileiro e o mais rico em biodiversidade do planeta.

Um dos momentos de maior riqueza do Encontro, a Aldeia Multiétnica, realizada desde 2007, reúne, pelo sétimo ano consecutivo, cerca de 200 representantes dos povos indígenas de diversas partes do Brasil, colocando o público em contato direto com os costumes, tradições e modos de vida de diferentes etnias, tendo a vivência como meio de ação. Espaço de integração cultural, a Aldeia desenvolve atividades que visam, principalmente, promover a interatividade dos grupos indígenas entre si, estreitando as relações entre os povos. Desde 2011, o projeto assumiu um novo formato com a construção de uma verdadeira aldeia indígena, instalada às margens do Rio São Miguel. No local, já existe uma oca típica dos índios do Xingu e uma habitação Kaiapó. A novidade para a 13ª edição do Encontro será a construção de uma casa Krahô.

Palco de tantos encontros, a Chapada dos Veadeiros tem muito mais a oferecer além das cachoeiras e a mata nativa do Cerrado. A riqueza cultural merece ser conhecida, reconhecida, difundida e conservada. A abrangência dos debates promovidos ao longo de tantas edições do  Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros gera novas perspectivas para a manutenção da cultura local, com geração de trabalho e renda, por meio da economia criativa.

Esperamos você!

 

A Vila de São Jorge