19 de julho a 02 de agosto de 2014

vila de são jorge . alto paraíso de goiás

Encontro de Culturas

Ao longo dos anos o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros desabrochou. Grupos de cultura tradicional e mestres da cultura popular de todo o país passaram pela Vila de São Jorge. Essa grande reunião de tipos e saberes fez do Encontro um referencial no  debate e proposição de ideias que favoreçam a criação e efetivação de políticas públicas voltadas às comunidades tradicionais brasileiras.

Em 2012, a festa continua seu caminho de volta às origens iniciado em 2011, priorizando o tradicional da Chapada dos Veadeiros: Colinas do Sul e sua Caçada da Rainha, a Catira e a Curraleira dos foliões de São João D'Aliança, a Sussa do Sítio Histórico Kalunga e o Congo da comunidade de Niquelândia.

Música, dança e fé se fundem em um espetáculo que traduz a essência dos verdadeiros representantes da Chapada. Além deles, o evento reúne convidados importantes, representantes de outras tradições que refletem a riqueza do patrimônio cultural imaterial produzido nos recônditos do país.

Hoje, o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é reconhecido como um evento forte, que aborda temas fundamentais para a manutenção dessa cultura. Dele participam mestres da cultura tradicional, protagonistas de suas histórias e representantes de poder público e da comunidade em geral dispostos a discutir novas políticas destinadas a esses grupos. A partir dos debates ou, como preferimos nomear, das Rodas de Prosa promovidas pelo Encontro, muitos assuntos foram levantados e novas perspectivas surgiram, principalmente voltadas aos grupos da região da Chapada, pioneiros dessa iniciativa.

Do Encontro nasceu a ideia que deu origem ao inventário sobre a Caçada da Rainha de Colinas do Sul, fortalecendo, de forma criativa, a cultura, a economia e a sociedade local. Após o sucesso dessa primeira iniciativa, o próximo passo já foi definido: 'patrimonializar' as tradições culturais do Sítio Histórico Kalunga.

Compreendemos ao longo de todos esses anos, que a cultura excede conceitos. Cantos, danças, expressões de fé e modos de fazer caracterizam uma comunidade, porém o termo cultura pode ir muito além.

Cultura também é geração de trabalho e renda. É economia criativa. Por isso, tem por necessidade valorizar seus três pilares: a singularidade, o simbólico e o intangível, transformando a economia criativa em uma estratégia de desenvolvimento. E criatividade não falta a esse povo.

Esse é nosso principal objetivo: fazer do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros uma vitrine de nossa cultura e um espaço para se alavancar a economia dessas comunidades, inserindo-os socialmente e incluindo-os economicamente.

A Chapada é toda patrimônio! Cultural, Histórico e Natural. Nosso dever é protegê-la e promovê-la. Desfrutá-la e desenvolvê-la.

 

A Vila de São Jorge




Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.
A reprodução do conteúdo é permitida desde que citada a fonte e os créditos dos fotógrafos.