17 de julho a 01 de agosto de 2015

vila de são jorge . alto paraíso de goiás

III Encontro Quilombola de Goiás

Goiás possui 22 comunidades quilombolas reconhecidas pela Fundação Palmares, entre elas o povo Kalunga, considerado a maior do país. Devido à grande quantidade de representantes desses grupos, o Encontro Quilombola do Estado de Goiás tem como proposta promover uma integração entre os líderes de cada região, para que discutam políticas públicas voltadas aos povos tradicionais. 

Após um hiato de um ano, o Encontro volta a ser realizado em tempo de discutir a marginalização da comunidade que vem sendo violada há anos e ganhou repercussão nos últimos meses com os casos de exploração sexual e do trabalho infantil, denunciados pela grande mídia. 

PROGRAMAÇÃO DO III ENCONTRO QUILOMBOLA DE GOIÁS

Local: Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

 

25 de julho [Sábado]- “Dia da Mulher Negra na América Latina e Caribe”

10h30 – Mesa: Acervos Digitais e Povos Tradicionais com representantes do Ministério da Cultura e Iphan

15h - Oficina “Empoderamento da mulher negra” com Instituto de Mulheres Negras

de Mato Grosso, Malunga Mulheres Negras de Goiás e Comunidade Quilombola

Kalunga.

16h - Oficina de Sussa e Buraca (bruaca) só para mulheres com Toca (Quilombola

Kalunga)

20h30- Exibição da vídeoinstalação Cafundó, na rota do quilombo. Direção: Leonil Junior e Nina Hiroka.

21h – Dança da Sussa - Comunidade Quilombola Kalunga

 

26 de julho [Domingo]

14h às 17h – Oficina sobre o Edital Cultura em Redes – Ministério da Cultura e Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural

19h – Concentração para o Império Kalunga – Comunidade do Sítio Histórico Kalunga

20h – Saída da Procissão e Hasteamento do Mastro do Divino Espírito Santo - Comunidade do Sítio Histórico Kalunga.

 

27 de julho [Segunda-feira]

08h30 – Boas vindas / Abertura do Encontro Quilombola de Goiás

09h – Mesa: “Comunidades Tradicionais e a Sociobiodiversidade”com representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Desenvolvimento Social, Ministério da Cultura, Secretaria de Cultura de Goiás, Sebrae Goiás / Coordenação de Economia Criativa

10h – Mesa: “Mulheres Quilombolas: desafios no combate à exploração sexual e do

trabalho” com representantes da Secretaria de Direitos Humanos, Superintendência da Mulher e da Igualdade Racial de Goiás, e Mulheres Calunga

11h – Mesa: “Encontro dos mestres de Minas Gerais: Terno de Moçambique e

Comunidade dos Arturos” com o representantes da Comunidade Arturos: Jorge Antônio dos Santos

e do Terno de Moçambique de Perdões: Júlio Antônio - presidente da Associação de

Congadeiros do Sudoeste de Minas Gerais.

12h às 13h30 – Almoço

14h – Mesa: “Cultura e Participação Social na Gestão Cultural” com representantes do Ministério da Cultura e Fundação Palmares

16h – Intervalo

16h30 – Mesa: “Plano nacional de gestão territorial e ambiental em áreas quilombolas”

com representantes do Ministério do Meio Ambiente / Departamento de Extrativismo e da Secretaria de Meio Ambiente de Goiás

17h30 - Mesa: “Políticas de Promoção da Igualdade Racial no estado de Goiás” com representantes do  governo do Estado de Goiás eSecretaria Cidadã

18h30– Encerramento

 

Atividades Simultâneas:

Feira dos Produtores Quilombolas, Oficinas e atividades relacionadas à cultura afro.

 Diálogo das universidades com as comunidades tradicionais: apresentação de

trabalhos e pesquisas acadêmicas.

 

A Vila de São Jorge




Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é um projeto da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.
A reprodução do conteúdo é permitida desde que citada a fonte e os créditos dos fotógrafos.