De 15 a 30 de julho de 2016
Vila de São Jorge · Chapada dos Veadeiros · Goiás

Programação

  • Aldeia
  • Na Rua
  • Capoeira
  • Lideranças Negras
  • Feira
  • Oficinas
  • Rodas de Prosa
  • Cavaleiro
  • Teatro
  • Geral

PROGRAMAÇÃO X ALDEIA MULTIÉTNICA

Dia 15/07
Sexta-feira

10:00 - Chegada e acomodação dos participantes e convidados.

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

20:30 - Abertura do Cineclube da Aldeia, com o Coletivo Brasileirando: filme 10 Anos de Aldeia Multiétnica

22:00 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo.

Dia 16/07
Sábado

06:00 - Banho de rio

9:00 - Roda de apresentação à vivência

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:00 - Abertura da Aldeia para apresentação

16:00 - Abertura oficial da X Aldeia Multiétnica, com danças e celebração

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 17/07
Domingo

6:00 - Banho de rio

7:00 -  Início da festa do povo Kayapó

10:00 - Confecção de arco e flecha com materiais tradicionais e tiro ao alvo com guerreiros indígenas de cada etnia  

14:00 às 18:00 - Abertura da Aldeia Multiétnica para visitação

14:00 - Roda de Prosa “Etnomídia e afirmação da identidade indígena”, com Denilson Baniwa (Rádio Yandê), lideranças indígenas e convidados ligados ao tema 

16:30 - Continuação da festa do povo Kayapó

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 18/07
Segunda-feira

6:00 - Banho de rio

7:00 - Início da festa do povo Krahô

9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público 

14:00 - Roda de prosa “Conservação de sementes tradicionais e crioulas, extrativismo sustentável e segurança alimentar dos povos indígenas”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

15:00 - Espetáculo teatral Caminhadeira, com Suzana Zana (RJ)

16:30 - Continuação da festa do povo Krahô

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

20:30 - Roda de prosa “Comunicação por direitos indígenas”, com Rodrigo Siqueira, diretor do filme “Índio Cidadão”

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 19/07
Terça-feira

6:00 - Banho de rio

7:00 -  Início da festa do povo Guarani Mbya e Kariri

9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:30 - Espetáculo teatral Txuu-Looso - Raio de Sol, com Grupo Arte e Fogo (DF)

15:00 - Roda de mulheres: "A sabedoria dos ciclos femininos na tradição Guarani", com D. Rosa PotyDja (líder espiritual Guarani), lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

16:30 - Continuação da festa de um dos povos participantes

18:00 - Construção do Temazcal com o povo Guarani

22:00 - Roda de Prosa “A Cosmologia Guarani: visão sobre as estrelas”, com S. Alcindo Wera Tupã e Geraldo Karai Ofenda, lideranças espirituais Guarani

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 20/07 | Início do I Encontro de Raizeiros e Pajés na Chapada dos Veadeiros
Quarta-feira

6:00 - Banho de rio

7:00 -  Início da festa dos povos do Alto Xingu

9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:00 - Roda de Prosa "A convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho e os impactos das grandes obras", com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

15:00 - Lanche coletivo de boas-vindas: início do I Encontro de Raizeiros e Pajés na Chapada dos Veadeiros

16:00 - Continuação da festa do povo do Alto Xingu

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 21.07.2015
Quinta-Feira

6:00 - Banho de rio

7:00 -  Início da festa do povo Dessana com apoio de todas as etnias presentes

8:00 - I Encontro de Raizeiros e Pajés: roda de troca entre raizeiros e pajés

9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes

13:00 - Encontro de Raizeiros e Pajés: visitação ao PNCV (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros) com raizeiros e pajés

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:00 - Roda de prosa “O artesanato indígena e a economia criativa”, com Cleber Araújo (Habitat Socioambiental), lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

16:00 - Continuação da festa do povo Dessana

18:30 - Teatro de Sombras, com Thiago Bresani

19:00 - I Encontro de Raizeiros: Noite do Pajé, com poção do pajé, flauta, fogueira

20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 22.07.2015
Sexta-Feira

6:00 - Banho de rio

7:00 -  Início da festa do povo Fulni-ô

8:00 - Encontro de Raizeiros e Pajés: saída de reconhecimento de plantas do Cerrado no PNCV (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)

9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes

14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:00 - Roda de prosa “Educação escolar indígena e quilombola”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

14:00 - Encontro de Raizeiros e Pajés: oficinas, roda de prosa, benzições e ciranda de despedida

16:00 - Encerramento X Aldeia Multiétnica com o povo Fulni-ô, no Pátio Central, e ida a São Jorge para a abertura da segunda etapa do XVI Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, na vila

 

***A programação pelas ruas de São Jorge e no palco. A concentração de todos os grupos é sempre no horário indicado, em frente à Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge


23/07
Sábado

NA RUA:

6:00 - Alvorada: Giro da Folia de Crixás

17:00 - Folia do Divino (Comunidade Kalunga)

18:00 - Mostra de Vídeo Berimbrown: Bantus nas Minas Gerais

20:00 - Procissão com candeias (Comunidade Kalunga)

21:00 - Hasteamento do Mastro do Divino Espírito Santo (Comunidade Kalunga)

 

PALCO:

16:00 - Congada de Nossa Senhora do Rosário (Terno de Moçambique de Perdões)

21:00 - Sussa Kalunga

22:00 - Show com Berimbrown

 

24/07
Domingo

NA RUA:

16:00 - Império Kalunga

 

PALCO:

20:00 - Caçada da Rainha

 

25/07

Segunda-feira

PALCO:

19:00 - Cine UEG

20:00 - Espetáculo de bonecos Mamulengo Presepada

21:00 - Balaio de Chita 

22:30 - Bezouro Coco Mangangá 



26/07
Terça-feira

NA RUA:

20:00 - Dia da Lavadeira: cortejo com o Maracatu Leão do Cerrado, Maria Manteiga de Lavadeira e o estandarte da Iemanjá black power


PALCO:

20:00 - Maracatu Leão do Cerrado

20:30 - Maracatu Leão da Campina

21:00 - Samba de Coco Praieiro 

22:00 - Bezouro Coco Mangangá

 

27/07
Quarta-feira

PALCO:

20:00 - Show solo com Adiel Luna

21:00 - Penha Folclórica

 

28/07
Quinta-feira

PALCO: 

20:00 -  Mostra Dandô

21:00 - A BARCA


29/07
Sexta-feira

PALCO:

21:00 - Opereta: Azulão Companheiro da Turma que Faz

22:00 - Show Ana Maria de Carvalho: Por mim e pelo meu Povo 


30/07
Sábado

NA RUA:

16:00 - Congo de Niquelândia

21:00 - Tambores de Tocantins (TO)

 

PALCO:

22:00 - Danza Del Venado: Ballet Tradicional do México 

***Encontro de Capoeira Angola, com Mestre Valmir (SSA), Leninho (GO-DF) e Trenel Fabrício (Alto Paraíso de Goiás).

PREÇOS
R$ 100 (os três dias)
R$ 50 (por dia)

28/07
Quinta-feira

15:00 - Aula de Capoeira de Angola 
17:00 - Roda de Capoeira Angola 

29/07
Sexta-feira

15:00 - Aula de Capoeira de Angola 
17:00 - Roda de Capoeira Angola 

30/07
Sábado

15:00 - Aula de Capoeira de Angola 
17:00 - Roda de Capoeira Angola 

***Todas as atividades do Encontro de Lideranças Negras acontecerão na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Para as oficinas, consulte o local e o valor na recepção da Casa de Cultura com ao menos 1h de antecedência

23/07
Sábado

8:00 - Abertura do Encontro de Lideranças Negras

9:00 - Roda de Prosa "O êxodo urbano e o empoderamento das juventudes negras"

10:00 - Roda de Prosa "Empreendimentos Afrocentrados e os novos espaços de construção social"

14:00 - Sessão Estética | Oficina: Empoderamento das Mulheres Negras: "A estética e a compreensão das belezas do povo negro" (dinâmica interativa com as Mulheres: oficinas de tranças, maquiagem e turbantes)

14:00 - Oficina de Sussa e Buraca (Comunidade Kalunga)

24/07
Domingo

8:00 - Roda de Prosa “Encontro dos Mestres de Fé: fé, respeito e tradição do povo negro"

9:00 - Oficina de Musicalização na Capoeira, com Berimbrown

10:00 - Roda de Prosa “Educação Popular: a real implementação da Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas públicas e privadas de todo o Brasil"

10:00 - Oficina com a artista plástica Surama Caggiano | Do projeto "Mulheres Africanas, nossa herança, história e ancestralidade"

14:00 - Plenária Quilombola

15:00 - Encerramento Oficial do Encontro de Culturas Negras, com Roda de Saberes Quilombolas e Quilombazar

Aguarde.

 

| Inscrições pelo email oficinas@encontrodeculturas.com.br ou diretamente na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge |


20/07

Quarta-feira

18:00Oficina de Mosaico: Oods Mosaic com Otávio Oods - Camping do Encontro

Paz e Amor sempre! A frase, que pode parecer clichê para uns, é recorrente nas mensagens de Otávio Oliveira, ou melhor, Oods, que para bem longe dos clichês traduz os ideais de Paz e Amor em mosaicos de cores e combinações impressionantes espalhados por sua cidade, Franca, no estado de São Paulo, e para onde mais cada pedaço de sua arte puder levá-lo. A presença do azul é recorrente em muitos dos trabalhos e a maioria impressiona também pelo tamanho das instalações em mosaico. Na oficina, Oods apresentará algumas técnicas básicas da arte aos participantes.


23/07
Sábado

9:00 - Oficina de Bonecas Abayomis com Aldelice Braga - Escola

As Bonecas Abayomis são símbolos de resistência, tradição e poder feminino. Elas nasceram nos tumbeiros, os pequenos navios que levavam os negros escravizados da África ao Brasil, quando as mães cortavam retalhos de suas próprias roupas para criarem bonecas aos filhos. Sem nenhuma costura, as abayomis são feitas de tranças e nós e são consideradas amuletos de proteção. Esta oficina é destinada a maiores de 12 anos e tem duração de 1 hora. Os participantes deverão trazer sobras de tecidos. 

14:00 - Sessão Estética | Oficina "Empoderamento das Mulheres Negras: a estética e a compreensão das belezas do povo negro", uma dinâmica interativa com as mulheres, com oficinas de trança, maquiagem e turbantes, com Aldelice Braga - Centro de Cultura Cavaleiro de Jorge

Confecção de turbantes e técnicas de uso. As mulheres devem trazer seus próprios tecidos para a confecção. Tem duração de 2h e encerra com um pequeno desfile das participantes na Feira de Experiências Sustentáveis do Cerrado.

14:00 - Oficina de Sussa e Buraca, com a comunidade Kalunga - Centro de Cultura Cavaleiro de Jorge

A Sussa é uma dança tradicional dos quilombos de Goiás. Tocada por músicos foliões, o gênero musical permite a presença da mulher como instrumentista ao tocar a buraca (uma espécie de mala rústica de madeira para guardar artefatos durante os deslocamentos em burros). A sussa pode ser dançada entre casais, com os corpos se aproximando e se afastando, dando “umbigadas” ou separadamente. Esta atividade tem o intento de valorizar a cultura tradicional do Sítio Histórico Kalunga e fortalecer as manifestações culturais do grupo.

15:00 - Oficina com a artista Plástica Surama Caggiano | Do projeto "Mulheres Africanas, nossa herança, história e ancestralidade" - Escola

O propósito é criar obras que representam a imagem, identidade e a cultura afro-brasileira, no intuito de incentivar um fazer artístico aliado a uma reflexão crítica, aos conteúdos afetivos, histórias e memórias individuais e coletivas presentes nesse fazer, que colaborem na formação de um novo olhar para a cultura na construção e consolidação da sociedade brasileira. Serão produzidas obras que representam a herança da nossa cultura africana, símbolos que traduzem e dão origem e inspiração à formação desta cultura em combate à discriminação racial. Incentivar reflexões sobre estes movimentos de transformação, que buscam provocar uma aproximação das ações e visibilidade do negro diante da sua participação fundamental no processo de conscientização social, política, econômica e cultural.  


24/07
Domingo

9:00 - Oficina de Musicalização na Capoeira, com Berimbrown - Praça do Artesão

Trabalhar os ritmos percussivos nas rodas de capoeira, tendo como princípio o resgate da cultura afro-universal: a pesquisa de ritmos de matriz africana, especialmente os tambores de minas (congado), o berimbau (arco musical) e ritmos estrangeiros de origem negra, como o reggae, o RAP, o funk e o soul, além de um coral afro.

14:00 - Oficina de Dança Afro com Aldelice Braga - Praça do Artesão

Voltada ao público feminino, com trabalho de gestos e códigos da Orixá Oxum que consagra o feminino. Tem duração de 4 a 6 horas e encerramento em uma das cachoeiras da região.


25/07
Segunda-feira

9:00 - Oficina Arawô, com Benjamim Abras (Capoeira e Performance) - Espaço Petrobrás

A oficina Arawô é um fragmento da residência “Irradiações Ancestrais”, criada pelo diretor e performer Benjamin Abras. Ela apresenta uma parte do processo de criação do espetáculo Kalundu. Arawô é um workshop voltado para pessoas interessadas em matrizes afro-brasileiras como suporte e motrizes de arte contemporânea. Valendo-se da Capoeira de Angola e de técnicas de cânticos afro-tradicionais como suporte de linguagens performáticas, a oficina propõe caminhos para a compreensão de elementos técnicos e tradicionais para materiais para criação performática contemporânea, evocando na memória da voz dos participantes a corporeidade do som. Realizado em Dakar em 2014, em Londres e Itapipoca em 2015, a oficina Arawô traz uma via diferenciada para a experiência do desenvolvimento da presença cênica, englobando a construção da performatividade dentro do plano ritualístico ancestral e seus desdobramentos no mundo contemporâneo.

11:00 - Oficinas pedagógicas: “Saberes e fazeres quilombolas”, com professores Fernando Bueno e Julia Bueno de Morais Silva, da UEG (Universidade Estadual de Goiás) - Escola

Trabalhar a sabedoria das práticas quilombolas destinadas ao cuidado com a terra e com o campo.

15:00 - Oficina de Coco Juremado - com Mestre Hugo do Besouro Mangangá - Espaço Petrobrás

R$20,00

A oficina será de percussão e canto de trupé, com apresentação do ritmo e da batida do coco juremado.

17:00 - Oficina de Elaboração de Projetos Culturais para Juventudes, com professores Lorena Borges e Valdeir Santos, da UEG (Universidade Estadual de Goiás) - Escola

Trabalhar na capacitação de novos atores sociais dentro das comunidades tradicionais para a elaboração de projetos culturais.
 

26/07
Terça-feira

8:00 - Oficina “Identificação de espécies vegetais e seus usos potenciais”, com o técnico agrícola Mauro Araújo - Parque Nacional

Saída a campo para identificar plantas nativas do cerrado e aprender sobre seus usos potenciais.

15:00 - Oficina de Maracatu Baque Angola: Nação Leão da Campina - Espaço Petrobrás

R$20,00

Abordar as técnicas, danças, cantos e batidas do Maracatu Baque Angola.


27/07
Quarta-feira

10:00 - Oficina “Sabenças da Infância”, de Thâmile Vidiz  - Espaço Petrobrás

Sabenças da Infância é sabedoria de menino e menina, é inteligência vivida no corpo, um talento de experimentar, correr riscos, sentir medo, construir coragem, errar, reinventar, ter ritmo próprio, fazer morada na imaginação. A infância é tempo fértil de sabenças, pois a criança está mergulhada nas construções, fazendo surgir e se criando a todo instante. Inato nas crianças é o encanto de quem recebe o mundo em uma contemplação poética daquele que faz a vida brincando. Baseado nestes aspectos, a artista e educadora Thâmile Vidiz busca em seus encontros escutar o momento das crianças, o que são no aqui e agora, suas tradições de infância, potencializando o surgimento de espaços para trocas, criação e recriação de brincadeiras, brincadeiras cantadas, invenção de brinquedos, tradições orais. Sabenças da Infância será um encontro para brincar, direcionado a crianças de 5 a 12 anos acompanhadas de um familiar, com duração de duas horas.

14:00 - Oficina “Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais” (1º dia) - Escola

Com Sol Bueno (Coletivo MundicÁ) e Giancarlo Borba (ABRA - Rede Brasileira de Arteeducadores) 

Proposta de uma vivência de ecologia profunda, que possibilite aos participantes experiências sobre suas relações com as memórias das águas e dos sons. Esta experiência busca promover encontros em que a natureza destas coisas – água e som – possa aproximar os participantes da própria vida e do cuidado da cultura como ambiente vivo. Propõe-se, por meio de atividades lúdicas, artísticas e facilitadoras, construir um percurso reflexivo sobre a presença das águas na história, no cotidiano e na cultura da população local. Passando pela criação de um “mapa das memórias” do grupo, coleta de objetos e sementes na comunidade local, contação de histórias e vivências corporais, como pintura do corpo com argila, a atividade permite aos participantes refletir sobre a importância do compartilhamento coletivo e colaborativo de sonhos e memórias. A proposta é voltada à necessidade de cuidado e preservação para com as águas e, ainda, sua relevância para a construção da história dos sons e memória de um povo.

Dia 1 - Sensibilização
Roda de cantigas e conversas sobre água e som.
Vivência com música, som e água.
Pintura de mapa das águas e dos sons, em tecido, com pigmentos naturais da região (já doados por morador da chapada).
Caminhada por São Jorge para coleta de materiais para construção de instrumentos sonoros (sementes, tampinhas, materiais que podem ser reutilizados, etc).

14:00 - Oficina de Samba de Coco com o grupo Samba de Coco Praieiro (Olinda-PE)  - Espaço Petrobrás

 

28/07
Quinta-feira

14:00 - Oficina "Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais" (2º dia) - Escola

Com Sol Bueno (Coletivo MundicÁ) e Giancarlo Borba (ABRA - Rede Brasileira de Arteeducadores) 

Dia 2 - Criação de histórias e construção de instrumentos
Brincadeira de inventar e contar histórias.
Construção de instrumentos pelos participantes.
Contação da história, utilizando os instrumentos para sonoplastia.
 

29/07
Sexta-feira

9:00/14:00 - Vivência de percussão, dança, canto e história da Cultura Yorùbá, com Idowu Akinruli - Espaço Petrobrás

R$50 (cada parte), R$90 (as duas partes)

Desde sua chegada ao Brasil, o percussionista e dançarino ingeriano Idowu Akinruli se dedica à realização de ações culturais com o propósito de difundir, esclarecer e promover iniciativas que fomentam as artes e cultura de matriz Yorùbá, sua matriz étnica. Esta oficina pretende aproximar, para o desfrute e conhecimento dos participantes, a sonoridade presente no oeste africano – ou África ocidental. Assim como na tradição Yorùbá, na qual desde crianças somos incorporados ao universo desses elementos (música, dança e história) e encontramos nosso espaço como músicos, aqui também construiremos essa oportunidade de modo que do somatório da arte musical de cada um seja possível ouvirmos uma orquestra percussiva.

14:00 - Oficina “Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais” (3º dia) - Escola

Dia 03 - Eu sou natureza, e sou a história das águas e dos sons
Dança da Terra – vivencia com música e pintura corporal com argila.
Vivência: o que um rio em mim sente?
Banho no rio, ou de mangueira (preferencialmente em rio), com cantigas e música - Roda de cantigas e fechamento.

 

17/07 - Aldeia Multiétnica
Domingo

14:00 - Roda de prosa “Etnomídia e afirmação da identidade indígena”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

Nesta roda de prosa, discutiremos a criação dos meios e plataformas de comunicação criados pelos povos indígenas para atender às suas necessidades. No Brasil, contamos com rádios, blogs, sites e comunidades virtuais que procuram dar visibilidade e fortalecer a identidade e as demandas indígenas. A esse fenômeno damos o nome de etnomídia.  

Participantes: Denilson Baniwa (Coordenador da Rádio Yandê).

18/07 - Aldeia Multiétnica
Segunda-feira

14:00 - Roda de prosa “Conservação de sementes tradicionais e crioulas, extrativismo sustentável e segurança alimentar dos povos indígenas”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

Por meio das sementes, as comunidades indígenas construíram sua cultura alimentar e ritual. Com o passar do tempo e as mudanças climáticas, elas têm assistido a perda gradual de sementes tradicionais, não somente de espécies de milho e batata-doce, mas também de exemplares da agrobiodiversidade, como o milho preto ou rajado, que faziam parte da memória ancestral de muitos povos indígenas. Partindo dessa dificuldade, a Embrapa começou um trabalho de resgate e conservação dessas sementes através de uma feira de trocas. Iniciada com os Krahô, atualmente o trabalho exitoso é repetido por outros povos, como os Kayapó. Esta roda de prosa tratará das sementes tradicionais em conservação pela Embrapa, das sementes tradicionais indígenas já utilizadas por muito tempo por essas comunidades e da forma de cultivo das mesmas diante das questões climáticas atuais.

Participantes: Fernando Schiavini, indigenista, Isaac Kayapó, Getúlio Krahô, Guilherme Greque Gonçalves - UEG (Universidade Estadual de Goiás), Eduardo Bonfim de Oliveira- UEG (Universidade Estadual de Goiás).

19/07 - Aldeia Multiétnica
Terça-feira

15:00 - Roda de mulheres: “A sabedoria dos ciclos femininos na tradição Guarani

Para as comunidades indígenas, a mulher é portadora de uma das funções mais sagradas: ser a guardiã dos ciclos e da concepção. Nas culturas ancestrais, ela era reverenciada e associada ao Princípio Divino Feminino, pois trazia em seu vaso sagrado (ventre) a possibilidade de criar vida dentro de seu corpo e nutrir essa vida com o alimento gerado por ele. Ela era a própria criação. Para debater sobre a saúde da mulher e das sabedorias tradicionais dos povos indígenas, Dona Rosa Poty Dja, líder espiritual Guarani Mbyá, falará sobre os mecanismos de saúde das mulheres indígenas.

Participantes: D. Rosa PotyDja, líder espiritual Guarani Mbyá

20/07 - Aldeia Multiétnica
Quarta-feira

14:00 - Roda de prosa “A convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho e os impactos das grandes obras”

Discutir os impactos das grandes obras e empreendimentos na cultura, saúde e sobrevivência dos povos indígenas e tradicionais é uma das mais importantes reflexões atuais. Assim sendo, representantes indígenas envolvidos com a luta pela demarcação de terras, proteção e manutenção de seus territórios, terão espaço neste momento para dialogar e construir caminhos para que os direitos constitucionais instituídos pela convenção 169 sejam assegurados.

Participantes: Lideranças Indígenas presente;

21/07 - Aldeia Multiétnica
Quinta-feira

14:00 - Roda de prosa “O artesanato indígena e a economia criativa”

O artesanato é uma das principais fontes de renda de muitas comunidades indígenas. Diante de uma realidade de exploração de seus territórios, desmatamento e mudanças climáticas, muitas comunidades indígenas passaram a ter toda sua subsistência ligada à geração de renda por meio da comercialização do artesanato. Nesta roda de prosa, lideranças e artesãos debaterão temas ligados à valorização dos saberes tradicionais, à comercialização do artesanato indígena e à exportação dos mesmos. Como objetivo específico, esta roda de prosa se coloca a construir uma agenda de pesquisa e avaliação de mercado para o artesanato do povo indígena Fulni-ô.

Participantes: Cleber Oliveira |  Habitat Socioambiental,Centro de Estudos Universais - CEU, Lideranças Indígenas Fulni-ô, Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, Lideranças Indígenas Kayapós, Lideranças Indígenas do Alto Xingú 

22/07 - Aldeia Multiétnica
Sexta-feira

14:00 - Roda de prosa “Educação escolar indígena e quilombola”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema

Elucidar a necessidade de uma educação diferenciada baseada na cultura tradicional de cada povo, que siga seu próprio calendário e costumes, de forma a se integrar com o método nacional.

Participantes: Pajé Marcos Moreira (liderança Guarani Mbyá, professor graduado em licenciatura indígena), Lideranças indígenas Fulni-ô, Lideranças Indígenas Kayapós, Lideranças Indígenas Yawalapitis, Lorena Borges (representante do pró-reitor de Extensão).


23/07 - Encontro de Lideranças Negras (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge)
Sábado

9:00 - Roda de Prosa "O êxodo urbano e o empoderamento das juventudes negras"

Um dos principais fenômenos que afetam as juventudes tradicionais, sobretudo as negras, é a migração desses jovens para os centros urbanos em busca de educação, saúde e melhores condições de vida. Uma vez nos centros urbanos a sabedoria tradicional é desprezada e esses grupos passam a viver nas periferias, continuando assim sem acesso aos benefícios básicos que os fizeram sair de seus territórios. Esta roda de prosa visa trabalhar a conscientização desses grupos a permanecerem em seus territórios construindo a partir do aprendizado nas universidade e da sabedoria tradicional o desenvolvimento econômico e social de suas localidade, além da soberania e sustentabilidade da juventude negra tradicional.  

Participantes: Lêda Borges  (Secretária de Estado da Mulher, do Desenvolvimento Social, da Igualdade Racial, dos Direitos Humanos e do  Trabalho), Representante da Secretaria de Igualdade Racial da Presidência da República, Cláudia Francisco dos Santos (Representante do Sítio Histórico Kalunga), Elizeu Xumxum ( Representante Quilombola do MT), Selma Dealdina (Secretária da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras e Quilombolas), Sandra Pereira Braga (Coordenadora Nacional da CONAQ).

10:00 - Roda de Prosa "Empreendimentos Afrocentrados e os novos espaços de construção social"

Um dos grandes desafios das comunidades tradicionais é a sustentabilidade financeira. Para a comunidade negra, trabalhar com produtos relacionados à sua cultura e ancestralidade, ou mesmo no enfrentamento ao racismo, a partir de projetos sociais e ou comercialização de seus produtos tem sido observado nos últimos anos como um ato político de fortalecimento pela luta antiracial e de resistência. Neste sentido, discutir empreendimentos com reflexões e recortes raciais torna-se uma nova forma de construção social. A partir disso, apresentaremos experiências exitosas pelo Brasil e intercambiaremos com as produções das comunidades tradicionais novas ferramentas para a produção e valorização desses empreendimentos e saberes.

Participantes: Décio Coutinho (SEBRAE), Surama Caggiano - Afreaka, Nego Ativo - Berimbrown, Douglas Belchior -  Carta Capital e UNEafro

24/07 - Encontro de Lideranças Negras (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge)
Domingo

8:00 - Roda de Prosa “Encontro dos Mestres de Fé: fé, respeito e tradição do povo negro"

Nos últimos 200 anos, novos movimentos religiosos floresceram. Nunca houve tanta diversidade de correntes religiosas como agora. Em países que receberam múltiplas influências culturais, como o Brasil, o sincretismo e crenças originais enriquecem a experiência da humanidade. Diante de uma realidade de cativeiro, o povo negro foi construindo dentro das religiões que lhes eram permitidas novas expressões. As congadas, as festas de cultura tradicional e os símbolos católicos passaram a ter uma nova roupagem e significados mais próximos ao que o povo negro reconhecia em seu continente. Esta roda de prosa tem o intuito de celebrar a diversidade religiosa do País.

Participantes:  Capitão Júlio do Terno de Moçambique, Watusi Santiago, Rezadeiras de Goiás, Babalorixá Tiago de Xangô.

10:00 - Roda de Prosa “Educação Popular: a real implementação da Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas públicas e privadas de todo o Brasil"

Este ano, um dos importantes temas a serem abordados no XVI Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é Educação. A partir da discussão sobre os caminhos necessários para a real inclusão das comunidades tradicionais nas instituições de ensino e a implementação da lei nº 11.645/08, que estabelece a obrigatoriedade do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena nas redes de ensino público e privado, discutiremos, entre outras coisas, a cultura educacional restritiva dos centros urbanos, o acesso à universidade e os caminhos da comunidade rural e tradicional  para uma educação básica, média e superior verdadeiramente inclusiva.

Participantes: Carla Marinho, Maria Lívia e Amanda Letícia (De Bike para a Escola), Sandro Di Lima (Pró-reitor de Extensão do IFG), Rogério Ribeiro (Estudante da UNB e Kalunga), Cláudia Francisco dos Santos - Tôca (Estudante Rural), Douglas Belchior (Historiador, professor e diretor da UNEafro)

25/07 - Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge
Segunda-feira

10:00 - Roda de prosa “Economia Criativa Sustentável”, 

Incentivar ideias e projetos dentro das comunidades tradicionais que valorizem a cultura e as tradições de cada uma e garantam sua sustentabilidade.

Participantes: Representantes de territórios remanescentes quilombolas, Décio Coutinho (SEBRAE), Lideranças indígenas, Expositores da Feira de Experiências Sustentáveis do Cerrado, Representantes das comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros


26/07 - Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge
Terça-feira

10:00 - Roda de prosa “Manutenção das festas tradicionais: valorização e proteção do patrimônio cultural imaterial”

Discutir formas inovadoras de alcançar a sustentabilidade de festas tradicionais.

Participantes: Representantes das comunidades tradicionais, Eduardo Melo (Festa da Lavadeira), Juliano Basso (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge), Paulo Dias (Instituto Cachuera!), Glaucia Rodrigues (Centro de Estudos Universais).

15:00 - Roda de prosa "Gestão Cultural e Desenvolvimento Territorial"

Discutir ideias e projetos inovadores de gestão cultural ligados à temática do desenvolvimento territorial, com foco nas comunidades tradicionais.

Participantes: Representantes de territórios remanescentes quilombolas, Décio Coutinho (SEBRAE), Lideranças indígenas, Representantes de comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros

27/07 - Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge
Quarta-feira

15:00 - Roda de prosa “Estudos Micro e Macro de Sustentabilidade em Rede: Cultura Viva no Brasil e na América Latina” 

Esta roda de prosa pretende apresentar e relativizar as experiências voltadas à sustentabilidade da cadeia produtiva da cultura no Brasil e na América Latina, com foco nos desdobramentos do projeto Cultura Viva. A partir do tema, a roda de prosa se propõe a avaliar o desenvolvimento da política citada e identificar os pontos para melhoramento, sobretudo às comunidades tradicionais.

Participantes: Ângela Maria Pimenta, Iara Machado.

30/07 - Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

Sábado

10:00 - Roda de prosa: “Emancipação da juventude nas comunidades tradicionais”

Esta roda de prosa tem o intuito de intercambiar as experiências vividas na produção e condução do projeto Turma Que Faz e Tambores do Tocantins na conscientização cultural e valorização da cultura tradicional, trabalhando a partir da arte-educação com as crianças e adolescentes dos dois projetos.  Ambos os projetos visam capacitar os jovens para a cadeia produtiva da cultura, dando ênfase na formação artística e  ambiental dos mesmos.  Como objetivo específico, esta roda visa atender um planejamento de atividades posteriores aos dois grupos como forma de fortalecer as iniciativas.

Participantes: Décio Coutinho (SEBRAE), Márcio Bello e grupo Tambores do Tocantins, Doroty Marques e integrantes do projeto Turma Que Faz, Representantes de territórios remanescentes quilombolas, Lideranças indígenas, Representantes de comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros

***Consulte o valor dos ingressos antecipadamente na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

15/07
Sexta-feira

23:00 - Show com Trio Cabeça Feita

16/07
Sábado

23:00 - Show com Triô Buritís

17/07
Domingo

23:00 - Show com Chapeu di Paia

19/07
Terça-feira

23:00 - Show com Mambembe Brincantes

20/07
Quarta-feira

23:00 - Show com Chinelo de Couro

21/07
Quinta-feira

23:00 - Show com Conrado Pera

22/07
Sexta-feira

22:00 - Noite Indígena

23/07
Sábado

23:00 - Show com Beirão

24/07
Domingo

23:00 - Show com Berimbrown

25/07
Segunda-feira

23:00 - Show com Coco Mangangá

26/07
Terça-feira

23:00 - Show com Adiel Lunda e Passarinho do Cerrado

27/07
Quarta-feira

23:00 - Show com Mariana Aydar e convidados

28/07
Quinta-feira

23:00 - Show com Gabriel Levy e convidados

29/07
Sexta-feira

23:00 - Show com Mestrinho e convidados

30/07
Sábado

23:00 - Show com Xaxado Novo

***As peças teatrais serão apresentadas na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e na Aldeia Multiétnica. Consulte os preços e a disponibilidade de ingressos com antecedência

18/07
Segunda-feira

15:00 - Caminhadeira, com Suzana Zana (Aldeia Multiétnica)

19/07

Terça-feira

14:30 - Txuu-Looso – Raio de Sol, com Grupo Arte e Fogo (Aldeia Multiétnica)

20/07
Quarta-feira

14:30 - Canções Inquietas para Meninos e Meninas (Aldeia)

 

21/07
Quinta-feira

18:30 - Teatro de Sombras, com Thiago Bressani (Aldeia Multiétnica)

25/07
Segunda-feira

18:00 - Espetáculo de bonecos Mamulengo Presepada (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge)

26/07
Terça-feira

20:00 - Encantado, com Vinicyus Ferreira (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge)

**Ingressos de shows e oficinas à venda na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

***A programação pode ser alterada sem aviso prévio. Qualquer mudança será divulgada no site www.encontrodeculturas.com.br e na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

15/07
Sexta-feira

ALDEIA MULTIÉTNICA
14:00
- Abertura ao público

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 - Show com Trio Cabeça Feita

16/07
Sábado

ALDEIA MULTIÉTNICA

14:00 - Abertura ao público
15:00 - Abertura da Tenda Multimídia Indígena: roda de prosa “Comunicação, saberes tradicionais e novas linguagens”, com a apresentação do tema da X Aldeia Multiétnica e participação das lideranças indígena e de convidados ligados ao tema
16:00 - Abertura oficial da X Aldeia Multiétnica, com danças e celebração 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 -
Show com Triô Buritís 

Dia 17/07
Domingo

6:00 - Banho de rio
7:00 -  Início da festa de um dos povos participantes
14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência
14:00 - Roda de Prosa “Etnomídia e afirmação da identidade indígena”, com Denilson Baniwa (Rádio Yandê), lideranças indígenas e convidados ligados ao tema 
16:30 - Continuação da festa de um dos povos participantes
18:00 - Construção do Temazcal com o povo Guarani
20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando
22:00 - Roda de Prosa “A Cosmologia Guarani: visão sobre as estrelas”, com S. Alcindo Wera Tupã e Geraldo Karai Ofenda, lideranças espirituais Guarani
22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 18/07 - Aldeia
Segunda-feira

6:00 - Banho de rio
7:00 - Início da festa de um dos povos participantes
9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes
14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência
14:00 - Roda de prosa “Conservação de sementes tradicionais e crioulas, extrativismo sustentável e segurança alimentar dos povos indígenas”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema
15:00 - Espetáculo teatral Caminhadeira, com Suzana Zana (RJ)
16:30 - Continuação da festa de um dos povos participantes
20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando

20:30 - Roda de prosa “Comunicação por direitos indígenas”, com Rodrigo Siqueira, diretor do filme “Índio Cidadão”

22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

Dia 19/07 - 
Terça-feira

6:00 - Banho de rio
7:00 -  Início da festa de um dos povos participantes
9:00 - Prosa com participantes da vivência no acampamento de um dos povos participantes -
10:00 - Confecção de arco e flecha com materiais tradicionais e tiro ao alvo com guerreiros indígenas de cada etnia  
14:00 às 18:00 - Abertura de visitação ao público que não está na vivência

14:30 - Espetáculo teatral Txuu-Looso - Raio de Sol, com Grupo Arte e Fogo (DF)

15:00 - Roda de mulheres: "A sabedoria dos ciclos femininos na tradição Guarani", com D. Rosa PotyDja (líder espiritual Guarani), lideranças indígenas e convidados ligados ao tema 
16:30 - Continuação da festa de um dos povos participantes
20:30 - Cineclube na Aldeia: Coletivo Brasileirando
22:30 - Encerramento das atividades do dia, com conversas ao pé do fogo, festas, danças e cantos da noite

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE

23:00 - Show com Mambembe Brincantes

 

20/07 - 
Quarta-feira

ALDEIA MULTIÉTNICA - Início do I Encontro de Raizeiros e Pajés da Chapada dos Veadeiros

14:00 - Abertura ao público
14:00 - Roda de prosa “A convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho e os impactos das grandes obras”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema
15:00 - Lanche coletivo de boas-vindas: início do I Encontro de Raizeiros e Pajés na Chapada dos Veadeiros
16:00 - Continuação da festa de um dos povos participantes

CAMPING DO ENCONTRO
18:00 - Oficina de Mosaico: Oods Mosaic, com Otávio Oods

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 - Show com Chinelo de Couro

21/07
Quinta-feira

ALDEIA MULTIÉTNICA

14:00 - Abertura ao público
14:00 - Roda de prosa “O artesanato indígena e a economia criativa”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema
16:00 - Continuação da festa de um dos povos participantes

18:30 - Teatro de Sombras, com Thiago Bresani

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 - Show com Conrado Pera

22/07
Sexta-feira

ALDEIA MULTIÉTNICA

14:00 - Abertura ao público
14:00 - Roda de prosa “Educação escolar indígena e quilombola”, com lideranças indígenas e convidados ligados ao tema
14:00 - Encontro de Raizeiros e Pajés: oficinas, roda de prosa, benzições e ciranda de despedida
16:00 - Encerramento da X Aldeia Multiétnica com o povo Fulni-ô, no Pátio Central da Aldeia, e ida a São Jorge para a abertura da segunda etapa do XVI Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, na vila

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
22:00 - Noite Indígena


FEIRA DE EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS DO CERRADO - 23 a 30 de julho
16h às 00h - na Praça do Encontro, em frente à Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

23/07
Sábado

NA RUA
6:00 -
Alvorada: Giro da Folia de Crixás
16:00 - Congada de Nossa Senhora do Rosário (Terno de Moçambique de Perdões)
17:00 - Folia do Divino (Comunidade Kalunga)
20:00 - Procissão com candeias (Comunidade Kalunga)
21:00 - Hasteamento do Mastro do Divino Espírito Santo (Comunidade Kalunga)
21:00 - Sussa Kalunga
22:00 - Show com Berimbrown


ENCONTRO DE LIDERANÇAS NEGRAS (CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE)
8:00 - Abertura do Encontro de Lideranças Negras 
9:00 - Roda de Prosa "O êxodo urbano e o empoderamento das juventudes negras" - 
10:00 - Roda de Prosa "Empreendimentos Afrocentrados e os novos espaços de construção social"
14:00 - Sessão Estética | Oficina de Empoderamento das Mulheres Negras: "A estética e a compreensão das belezas do povo negro" (dinâmica interativa com as mulheres e oficinas de trança, maquiagem e turbante) - com Aldelice Braga
14:00 - Oficina de Sussa e Buraca (Comunidade Kalunga)

OFICINAS
15:00 - Oficina com a artista plástica Surama Caggiano | Do projeto "Mulheres Africanas, nossa herança, história e ancestralidade" - Escola 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
18:00
- Mostra de Vídeo Berimbrown: Bantus nas Minas Gerais
23:00
- Show com Beirão


24/07
Domingo

NA RUA
16:00
- Império Kalunga
20:00 - Caçada da Rainha

ENCONTRO DE LIDERANÇAS NEGRAS (CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE)
8:00
- Roda de Prosa “Encontro dos Mestres de Fé: fé, respeito e tradição do povo negro"
10:00 - Roda de Prosa “Educação Popular: a real implementação da Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas públicas e privadas de todo o Brasil"
14:00 - Plenária Quilombola
15:00 - Encerramento Oficial do Encontro de Culturas Negras, com Roda de Saberes Quilombolas e Quilombazar

OFICINAS
9:00
- Oficina de Musicalização na Capoeira, com grupo Berimbrown - Praça do Artesão
14:00 - Oficina de Dança Afro, com Aldelice Braga  - Praça do Artesão

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00
- Show com Berimbrown

 

Projeto Cineclube na Praça do Artesão - 25 a 28 de julho
Exibição de documentários e filmes com temas ligados às culturas tradicionais
Coordenação: Prof. Leonargo Vergara (PrEUEG) -

 

25/07
Segunda-feira

RODAS DE PROSA -CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
10:00 - Roda de prosa “Economia Criativa Sustentável”, com representantes de territórios remanescentes quilombolas, Décio Coutinho (SEBRAE), indígenas, expositores da Feira de Experiências Sustentáveis do Cerrado e comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros - 

OFICINAS
9:00 - Oficina Arawô, com Benjamim Abras (Capoeira e Performance) - Espaço Petrobrás
11:00 - Oficinas pedagógicas: “Saberes e fazeres quilombolas”, com professores Fernando Bueno e Julia Bueno de Morais Silva, da UEG (Universidade Estadual de Goiás) - Escola
15:00 - Oficina de Coco Juremado, com Mestre Hugo do Besouro Mangangá  - Espaço Petrobrás 
17:00 - Oficina de Elaboração de Projetos Culturais para Juventudes, com professores Lorena Borges e Valdeir Santos, da UEG (Universidade Estadual de Goiás) - Escola 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
15:00
- Palestra “Artesanato, Sustentabilidade e Inovação”, com Décio Coutinho (SEBRAE)
23:00 - Show com Triô Buritís

PALCO
19:00
- Cine UEG
20:00 - Espetáculo de bonecos Mamulengo Presepada
21:00 - Balaio de Chita
22:00 - Bezouro Coco Mangangá 


26/07
Terça-feira

OFICINAS
8:00 - Oficina “Identificação de espécies vegetais e seus usos potenciais”, com o técnico agrícola Mauro Araújo - Parque Nacional
15:00 - Oficina Maracatu Baque de Angola, Nação Leão da Campina - Espaço Petrobrás

RODAS DE PROSA - CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
10:00 - Roda de prosa “Manutenção das festas tradicionais: valorização e proteção do patrimônio cultural imaterial”, com representantes das comunidades tradicionais, Eduardo Melo (Festa da Lavadeira), Juliano Basso (Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge), Paulo Dias, do Instituto Cachuera!, e Glaucia Rodrigues, do CEU (Centro de Estudos Universais)
15:00 - Roda de prosa "Gestão Cultural e Desenvolvimento Territorial", com representantes de territórios remanescentes quilombolas, Décio Coutinho (SEBRAE), indígenas, comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros

NA RUA
19:00 - Espetáculo teatral Encantado, com Vinicyus Ferreira 
20:00 - Dia da Lavadeira: cortejo com o Maracatu Leão do Cerrado, Maria Manteiga de Lavadeira e o estandarte da Iemanjá black power

PALCO:
20:00 - Maracatu Leão do Cerrado
20:30 - Maracatu Leão da Campina
21:00 - Samba de Coco Praieiro 
22:00 - Bezouro Coco Mangangá 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 - Show com Adiel Luna e Passarinho do Cerrado
 

27/07
Quarta-feira

OFICINAS
10:00 - Oficina “Sabenças da Infância”, de Thâmile Vidiz - Espaço Petrobrás
14:00 - Oficina “Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais” (1º dia) - Escola 
Com Sol Bueno (Coletivo MundicÁ) e Giancarlo Borba (ABRA - Rede Brasileira de Arteeducadores)  
14:00 - Oficina de Samba de Coco com o grupo Samba de Coco Praieiro (Olinda-PE) 


RODA DE PROSA - CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
15:00 - Roda de prosa “Estudos Micro e Macro de Sustentabilidade em Rede: Cultura Viva no Brasil e na América Latina” 

PALCO
20:00 - Show solo com Adiel Luna 
21:00 - Penha Folclórica 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
17:00 - Espetáculo teatral Canções Inquietas para Meninos e Meninas
23:00 - Show com Mariana Aydar e convidados


8º Encontro de Capoeira Angola - 28, 29 E 30 DE JULHO - Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge - R$50,00 (por dia) - R$100,00(3 dias)

15:00 - Aula de Capoeira de Angola com Mestre Valmir (SSA), Leninho (GO-DF) e Trenel Fabrício (Alto Paraíso)  - 
17:00 - Roda de Capoeira Angola com Mestre Valmir (SSA), Leninho (GO-DF) e Trenel Fabrício (Alto Paraíso) 

 

28/07
Quinta-feira

OFICINAS
14:00 - Oficina “Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais” (2º dia) - Escola
Com Sol Bueno (Coletivo MundicÁ) e Giancarlo Borba (ABRA - Rede Brasileira de Arteeducadores)  

PALCO: 
20:00  -  Mostra Dandô
21:00  -  A BARCA

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
10:00
- Poesia Oral dentro dos brinquedos tradicionais do Nordeste com o artista pernambucano Adiel Luna
23:00
- Show com Gabriel Levy e convidados

 

CINESOLAR

30/07
Sábado
14:00 - Oficina Cinema de Bolso: produção de vídeos com smartphone para o público jovem (10 a 14 anos)
19:00
- Sessão de cinema com curtas ambientais e o filme O Palhaço

 

29/07
Sexta-feira

OFICINAS
9:00
- Vivência de percussão, dança, canto e história da Cultura Yorùbá, com Idowu Akinruli - Espaço Petrobrás
14:00 - Oficina “Delikatessens: águas e sons, memórias primordiais” (3º dia) - Escola

PALCO:
21:00 - Opereta: Azulão Companheiro da Turma que Faz, direção de Doroty Marques
22:00 - Show com Ana Maria de Carvalho: Por mim e pelo meu Povo  

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00 - Show com Mestrinho e convidados
 

30/07
Sábado

NA RUA
16:00
- Congo de Niquelândia

OFICINAS
8:00
– Oficina “Identificação de espécies vegetais e seus usos potenciais”, com o técnico agrícola Mauro Araújo

RODAS DE PROSA - CASA DE CULTURA CAVALEIRO 
10:00
- Roda de prosa: Emancipação da juventude nas comunidades tradicionais”, com representantes de territórios remanescentes quilombolas, indígenas, grupo Tambores do Tocantins, integrantes do Turma Que Faz, Doroty Marques e comunidades tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros

PALCO:
21:00 -
Show com Tambores do Tocantins (TO)
22:00 - Danza Del Venado: Ballet Tradicional do México 

CASA DE CULTURA CAVALEIRO DE JORGE
23:00
- Show com Xaxado Novo